Como escolher a casa nova 11


São muitos os fatores que influenciam a escolha da casa nova: tipo de imóvel (casa ou apartamento), localização, tamanho, compra ou aluguel etc. Não é tarefa fácil!

A primeira decisão a tomar é  comprar ou alugar. Está na dúvida? Leia sobre no post Como comprar seu imóvel morando de aluguel.

Ficam aqui dicas do que levar em conta para escolher seu novo lar de acordo com sua escolha.

  • Como escolher imóvel para comprar

1) O primeiro item a que um casal deve atentar (e talvez o mais importante) é onde morar.  Localização é tudo. Mesmo que vocês se apaixonem pelo imóvel, tenham em mente seu valor de mercado e o potencial de valorização. Questionem-se se será fácil vendê-lo daqui a alguns anos.

Mesmo que o objetivo de vocês seja comprar para a vida toda, as circunstâncias podem fazê-los mudar de idéia. Quando vierem os filhos, vocês podem querer um lugar maior; uma transferência de cidade no trabalho pode forçar uma mudança… A compra de imóveis é como a de carros: quanto mais você trocar, mais dinheiro perderá.

2) Outra questão importante é a planta do imóvel. Nem sempre m² quer dizer área realmente útil.

Um corredor muito extenso, por exemplo, é metragem perdida, pois trata-se de um espaço somente para circulação. O mesmo pode-se dizer de uma varanda muito extensa para um apartamento pequeno, de cerca de 50 m².
Por outro lado, salas com larguras pequenas não são indicadas: se o espaço entre o sofá e a TV for muito curto, ficará desconfortável ou forçará a compra de uma TV de tela plana.

Na hora de escolher, fique de olho nesses detalhes e na possibilidade de fazer pequenas reformas para ganhar espaço. Se o lugar for pequeno, verifique a viabilidade de integrar a cozinha com a sala de jantar, formando uma cozinha americana (os ambientes são divididos por uma bancada). Além de ficar esteticamente agradável, permite uma maior circulação dentro de casa.

  • Como escolher imóvel para alugar

1)  Na hora de escolher um lugar para alugar, leve em conta os objetivos que fizeram  vocês optarem pela locação.

Se o objetivo é mudar de casa em curto ou médio prazo, fiquem de olho no tempo mínimo de contrato e no valor da multa por rescisão.

Tenham em mente, também, que dinheiro gasto em reformas, nesse caso, é dinheiro perdido. Procurem um imóvel que não necessite de reparos ou negociem com o dono se reformas podem ser descontadas do valor do aluguel. Muitos topam, mas combine antes de fechar!

Se o objetivo é economizar para poder juntar dinheiro para comprar a casa de vocês, eis uma conta simples para saber se vocês estão ou não perdendo dinheiro.

Pegue o valor de um imóvel que você pretende comprar e simule uma aplicação financeira (use o simulador de poupança do Itaú, por exemplo). Se a diferença entre o rendimento desta aplicação e o valor do seu aluguel for maior que zero, vocês não estarão perdendo dinheiro.

2) Na hora de comparar imóveis, analise também o valor do condomínio e veja se vale à pena. Em alguns casos, os benefícios inclusos não compensam. Detalhe: despesas extras no valor do condomínio por conta de reformas no prédio não são de responsabilidade do inquilino, e sim do locatário. Converse sobre isso antes de fechar negócio!

3) Leia o contrato de aluguel com muito cuidado antes de assinar e converse com o locatário sobre suas dúvidas. Exija que quaisquer acordos verbais sejam colocados no papel. Isso evitará dor de cabeça futura.


Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 

11 thoughts on “Como escolher a casa nova

  • Natalia

    (o outro comentario tem um erro)

    Oi. Mais dicas, que eu e o noivo aprendemos errando:

    – se for comprar na planta, confira se não há processos contra a corretora (isso a gente fez!) E se não é, porventura, o 1o empreendimento deles (foi esse o problema);
    – confira a metragem do apartamento, pois algumas imobiliárias contam a área da garagem e a do play (dividida pelo número de apartamentos do prédio) como área do apartamento;
    – se for comprar, veja o apartamento mais de uma vez. não acredite que ele já está saindo. eles sempre falam isso.
    – procure apartamentos até um pouco acima do que você possa pagar e barganhe! se vc for comprar à vista, pode baixar muito o preço.
    – lembre-se de que você terá de pagar taxa à prefeitura. conte com isso na hora de ver quanto dinheiro você tem.
    – sendo no rio, considere as áreas de risco. se não tiver IPTU, mau sinal.

  • suzana vilhena

    olá, antes de tudo parabéns pelo blog!
    Estou em busca de um email para entrar em contato com você e entender como funciona a publicidade no seu blog, mas depois de muito navegar, não encontrei. Será que você pode me escrever para batermos um papo?
    Desculpe-me ter que deixar um comentário em uma notícia.
    Atenciosamente, Suzana.

  • Sammia

    Eu era a noiva com mais dúvidas lembra? Mas depois de todas aquelas explicações otemas e este texto, sem mais 🙂

    Beijos Cíntia

  • Katia

    Eu e meu marido aprendemos na pratica, compramos nosso apto a 2 anos atras ainda na planta, fomos atras de referencia sobre a construtora e incorporadora, e vinhamos todo mes, ver as obras, e acompanahr a evolucao. Até a entrega das chaves sempre tinha o frio na barriga e se algo der errado… Gracas a Deus atrasou uns 3 meses, mas ficou pronto e muito bom… sai bem mais barato comprar assim, pois qdo peguei as chaves o imovel ja valia 20% a mais.

  • Gerson Paes de Barros Schwenck

    Olá pessoas…

    Dicas de experiência própria:

    1 – se puder, compre mesmo que financiado apartamento na planta. Mas confira a construtora se está OK e já tem outros entregues.

    2 – AP na planta valoriza muito depois de pronto. Tente ver local de fácil acesso. Metrô perto, terminal, grandes mercados ou boas avenidas. Isso valoriza o imóvel.

    3 – procure imóvel usado que está esquecido. Vá até o lugar que gosta e mesmo sem placa, toque na portaria (se for AP) e pergunte se sabe algo. As vezes tem uns vazios que nem estão pra venda. Insista. Comprei por 50% do que vale hoje, isso a 6 anos.

    4 – cuidado com financiamento ALTO. Problema de grana sempre traz mal tempo no casamento. Vá com calma… compre um pequeno, afinal, pra começar tá bom. Quando valorizar, venda e compre outro. Assim vai melhorando aos poucos.

    5 – antes de comprar visite várias vezes o local e o imóvel em diversos horários e em dias da semana diferentes. Pra não ter uma feira livre na sua porta de surpresa. Ou coisa pior…

  • Carmem

    Olá,
    Navegando pelo blog achei algumas coisas muito interessantes mas não posso deixar de comentar que dizer “A compra de imóveis é como a de carros: quanto mais você trocar, mais dinheiro perderá” é uma bela abobrinha!
    É muito raro imóveis não valorizarem, ao passo que o carro só precisa sair da fábrica e dar uma voltinha pra ficar beeem mais barato.
    Recomendo sinceramente aos leitores do blog que revejam esse conceito.
    Se você optar pela compra do imóvel, vai ser muito difícil perder dinheiro!

  • Fabio

    Bom dia Cintia, Estou com uma dúvida. Estou dando entrada na compra de apartamento pela CEF. Minha renda é toda como autonomo, certo? Portanto iremos fazer pelo contra-cheque eda minha esposa, porém ela tem um emprestimo consignado. Você acha que a CEf pode negar por conta desse empréstimo ou não. A CEf ainda é mais fléxivel quanto a isso? Obrigado, Fabio