Casamento em 12 vezes sem juros? Cuidado…

ParcelamentoPrimeiro, o fornecedor diz o preço e os noivos tomam aquele susto. Aí, ele diz que divide o valor em 12 vezes e os olhos do casal começam a brilhar.

Mas parcelar os gastos do casamento (e, conseqüentementemente, contrair dívidas) pode não ser a melhor opção.

Veja aqui três razões para pensar duas vezes antes de parcelar os gastos do casamento.

1. Segurança
Sem dívidas, o casal que for acometido por uma emergência (perda de emprego, acidente ou roubo, por exemplo) tem maior flexibilidade para lidar com a situação. Enquanto busca uma solução, não ficam com a “corda no pescoço”. Quanto menos parcelamentos pela frente, maior a segurança.

2. Economia
Ter dinheiro para pagar à vista é uma moeda de negociação valiosa na hora de pechinchar. E, acredite, os descontos no setor de casamentos são realmente significativos nesse caso. Lembre-se que, além de ganhar descontos, você deixa de pagar juros (embutidos ou não).

3. Saúde financeira
O exercício de poupar primeiro e gastar depois é uma forma de se educarem a nunca comprometer o dinheiro que vocês ainda não ganharam. Isso será extremamente importante para a vida financeira dos pombinhos, mesmo depois do sim.

Adendo: existe um tipo de parcelamento que é altamente recomendado: pagar parte antes e parte depois (ou no dia) do casamento. É uma forma de garantir que o serviço seja entregue como combinado. Porém, a idéia de não se endividar

continua a mesma: antes de dividir o gasto em duas partes, tenha o valor total em mãos e guarde o “depois” no banco até o dia do pagamento.

Leitura recomendada:

Casais Inteligentes Enriquecem Juntos -Gustavo CerbasiCasais Inteligentes Enriquecem Juntos

Autor: Gustavo Cerbasi

Editora Gente

A partir de R$ 17,90

Facebook Comments

8 thoughts on “Casamento em 12 vezes sem juros? Cuidado…”

  1. ella disse:

    Este livro é ótimo. De leitura facil e prático.
    Beijosss

  2. Alicinha disse:

    Mas cintia, e quando se fala da casa em si como fica?Não temos como comprar a vista!

  3. Ella,
    também gostei dele. É legal que dá para reler aos poucos, dependendo da fase financeira em que estamos.

    Alicinha,
    Você tocou num ponto importante. Já até escrevi um post esclarecendo essa dúvida:

    http://planejandomeucasamento.com.br/2008/09/04/como-comprar-seu-imovel-a-vista-morando-de-aluguel/

    Espero que ajude!

  4. Aline disse:

    Cintia
    em primeiro lugar gostaria de agradecer seu site me ajudou muito, inclusive os meus convites baixei do seu site.
    Bem como eu e meu noivo trabalhavamos no memo lugar 2 meses antes do casamento com a crise perdemos o emprego como já tinhamos adiantado muita coisa com a recisão e o seguro pagamos as coisas do casamento á vista e ainda sobrou uma graninha.
    No meu casamento não terá festa devido as circunstâncias financeiras terá um brinde com bolo refrigerante paezinhos e trufas. Não podíamos adiar pq já estava tudo pronto.
    Será que essa dificuldade afetará nosso relacionamento.
    Beijos e obrigada.

  5. Cristina disse:

    Olá Cintia, simplesmente AMO o Planejando Meu Casamento! Acesso ele várias vezes ao dia!

    Bom, estou precisando de uma ajuda e não sei onde procurar!

    O que acontece: vou casar em agosto, em um clube, fechei em agosto do ano passado o dia , reservei e já paguei. Porém este ano uma noiva fechou um dia anterior para casar no mesmo local. Como ela vai fazer uma big festa, com uma estrutura muito grande não poderei dividir com ela.

    O grande problema é: ela vai fazer um rebaixamento de teto e cortinas caríssimos, e eu não tenho condições de arcar com a metade, até pq o que eu iria dividir com as outras noivas de semanas anteriores e posteriores um rebaixamento e cortinha que eram mais em conta e em gosto comum. Mas como ela quer um diferente e mais caro,e por azar ela vai casar 24 horas antes de mim, eu fui prejudicada

    Conclusão: ela vai colocar o que quiser e como quiser e vai tirar no dia do meu casamento, e como não terá tempo hábil para colocar outro rebaixamento de teto vou ficar sem nada!!! e ainda por cima, se desse para colocar, como vai ser um novo, não tenho como arcar as despesa sozinha!

    Existe algum lugar que eu posso recorrer? o Clube já disse que não vai interferir, até pq ela alugou dois dias e eu um ( mesmo eu alugando um ano antes do casamento!)

    Vou sair muito prejudicada, nao tem mais opção de clube vazio na minha cidade e estou a 04 meses do casamento!

    Não pensei que fosse ter este problema, pq já não estou casando em igreja, onde costuma ser mais comum estes atritos!

    Bom, espero que possa me dar alguma dica de como proceder!

    bjus no seu coração!

  6. Oi Cristina, tudo bem?

    Você está com razão e o clube está agindo de má fé ao dar preferência ao gosto pessoal de uma ou outra noiva por causa de dinheiro.

    Recomendo que você verifique o contrato que você assinou e veja se há uma cláusula sobre as condições do salão. Mais importante que isso: vá até o Procon da sua cidade e peça orientação para que você possa lutar para receber o que comprou: um salão nas exatas condições de beleza do dia em que você o contratou. Eles deverão entrar em contato com o clube por meio de uma carta e isso deve assustá-los o suficiente para que tomem uma providência e apertem a outra moça a de duas uma: ou não fazer a tal reforma ou deixar tudo lá para não prejudicar sua festa.

    O Procon já me ajudou várias vezes em assuntos diversos e acredito muito no poder de defesa do consumidor deles.

    Espero ter ajudado!

  7. simone moreno disse:

    gostaria de saber um pouco ,mais .quero me casar,mas
    preciso saber quais sao os valores e a forma de pagamento e o que enclui.

  8. Simone, infelizmente, não existe resposta fácil pra sua pergunta. Você precisará pesquisar muitos fornecedores, comparar orçamentos e escolher o que melhor casa com suas expectativas e orçamento. Uma dica: tem aqui no blog uma lista de fornecedores, que pode te ajudar. Beijos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *