Casamento Alternativo: fotografia de casamento

Acho que o tema rende mais do que um post, mas hoje vamos falar de fotógrafos de casamento.

Ouvi recentemente que uma noiva não pode economizar dinheiro, tempo e dedicação na procura pelo noivo perfeito, pelo vestido perfeito e pelo fotógrafo perfeito. Faz sentido.

Dinheiro não cai do céu, claro, mas são exatamente essas imagens que você espera, um dia, mostrar para seu neto. Ou não? E o que fazer se elas não transmitirem o que você sentiu no dia em que elas foram tiradas? Aí não vai ter mais jeito…

Por isso, vale a pena pensar muito bem se o fotógrafo que você vai contratar tem a sua cara. Se ele tem o olhar que você quer. E, em um casamento com ares alterativos, isso significa um olhar curioso, delicado, cheio de sentimento.

Devo ter pesquisado mais de 15 fotógrafos diferentes e boa parte deles já não tinha a minha data. Portanto, fica a dica: fotógrafo é uma das primeiras coisas que devem ser fechadas com, no mínimo, um ano de antecedência.

Fechei com as fofas Júlia e Camila. Elas, além de queridas e super talentosas, tem um preço justo.

Noiva jogando buquê em casamento ao ar livre. Foto: Júlia e Camila.

Tem o Danilo Siqueira, que tem até foto premiada internacionamente:

Noivos descalços na areia em casamento na praia. Danilo Siqueira.

Tem o casal Frank e Marília.

Ensaio fotográfico de noivos no campo. Foto: Frank e Marília.

A Flávia Valsani, que também faz umas imagens de babar.

Casal de noivos felizes e bobos. Foto: Flávia Valsani.

E, pra fechar, a Camomilla Fotos, da minha amiga Mariana, que só não vai fazer as fotos do dia porque é madrinha, mas estará presente, firme e forte, no pré-wedding ;).

Ensaio pré-casamento com noivos em rua colorida. Foto: Camomilla Fotos.

Natane Tamasauskas, colunista do Planejando Meu Casamento.

Facebook Comments

2 thoughts on “Casamento Alternativo: fotografia de casamento”

  1. Silvana disse:

    Obrigada pelas dicas de fotógrafos!
    Eu só conhecia o Danilo Siqueira dessa lista! E é ótimo termos mais opções, porque podemos cotar com mais gente boa e talentosa (e que cobrem um preço justo e acessível!)!

    Abraço!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *