A censura chegou aos blogs de casamento?

censuraFotos: nasimb

Um dos blogs mais legais de casamento que eu conheço é o Desencalhamos, da Lari e do Rô. Atualmente, eles estão com uma série muito legal sobre a saga da desgustação de docinhos de casamento.

Eles vão a diferentes fornecedores, provam os quitutes, fotografam e fazem a avaliação no blog (se você ainda não escolheu seu fornecedor de docinhos, corra lá que vale a pena!). Uma delas foi a Di Roma Chocolates.

Lari e Rô fizeram um post dizendo que não gostaram nem dos doces nem do atendimento, sem serem mal-educados nem baixarem o nível.

Em vez de aproveitar o puxão de orelha público para convidar o casal para uma nova degustação e mostrar seu melhor atendimento, a empresa preferiu acionar o advogado, que ligou para os dois e mandou retirar o post do ar para não manchar a imagem da Di Roma Chocolates (leia o post em que eles explicam o que aconteceu). Será que não percebem que, em matéria de manchar a imagem, a crítica da Lari e do Rô não foi nada perto da atitude que eles tomaram?

Como todo mundo aqui, Lari e Rô estão ralando para juntar grana para casar e não podem correr o risco de perder um processo, como aconteceu com os blogueiros Cláudia Mello e Emilio. Então, tiraram o post do ar. (Update: o post foi republicado. Veja aqui porquê). Mas a história se espalhou pelo Twitter e pelas listas de e-mail e deixou todo mundo revoltado.

Não é a primeira vez que vejo uma noiva ser impedida de expressar sua opinião negativa em relação a um fornecedor.

Quando as empresas vão entender que as  mídias sociais (blogs, Orkut, Twitter etc.) são sinônimo de diálogo?

O que as pessoas falam entre si não pode ser controlado, mas essas conversas são um indicador do que seus consumidores não gostam e do que pode ser melhorado nos seus produtos e atendimentos.

Censura é, sempre, o pior caminho.

Update: a Lari acaba de contar que a Di Roma Chocolates entrou em contato convidando ela e o Rô para uma nova degustação. Porém, não retiraram o pedido para tirar o post do ar.

Update 2: Assim como a Gabi Bianco, me coloco à disposição da Di Roma Chocolates para direito de resposta.

Facebook Comments

37 thoughts on “A censura chegou aos blogs de casamento?”

  1. Paty disse:

    Achei isso o que fizeram com a Lari e o Ro um absurdo. Um abuso!!!
    Isso só prova uma coisa: XXXXXXXXXXXXX!!! Essa empresa de doces é um exemplo disso.

  2. Galera, para evitar que EU seja processada por eles, os comentários vão ser super moderados, tá? Evitem ofensas 😉

  3. Urssula disse:

    Realmente, eles perderam uma ótima oportunidade de melhorar seu atendimento…

  4. Phreddie disse:

    Não vi o post original deles no Desencalhamos, mas se foi feito de forma educada e respeitosa, não há motivo algum para a loja pedir que o post seja retirado do ar e ainda por cima recusar o direito de réplica.
    Falta de jogo de cintura típico de quem ainda não entendeu o funcionamento das redes sociais.

    100+ 8)

  5. Pessoal, alguém postou um comentário aqui com o link do cache da postagem original. Mas o comentário foi anônimo, por isso não aceitei.

    Luta contra a censura não pode ser anônima! Quem quiser se manifestar, assine o comentário!

  6. que coisa mais absurda. acho q virou moda, processar por danos morais. =) so pode ser isso…

  7. Gabriel Dias disse:

    “doceria di roma” no Google.
    Quinta ocorrência, cliquem para ver “em cache”.

    E que medo dessas empresas, hein? Eles só disseram que acharam os doces doce demais, que não gostaram do atendimento porque esqueceram que haviam marcado horário e acharam tudo caro.
    Assim, com as palavras mais simples do mundo, sem a menor menção de palavrão.
    Que ridículo tudo isso.

  8. Sammia disse:

    Olha isso nunca aconteceu comigo, porem eu já tive vontade de assim como a Lari e o Rô, pulblicar como foram minhas visitas nos buffets. Um deles MOITO famoso me prestou um atendimento HORRIPILANTE e ainda por cima tive de ouvir coisas constrangedoras na minha cara. Mas eu respirei fundo…e preferi não comentar pois a empresa lê meu blog e tive medo justamente desse tipo de coisa.
    Rídiculo e burro são as melhores palavras para este tipo de censura!

    É…e se retratar que é bom nada até agora né? Mas processo pode ¬¬

    Olha, isso me revolta…enfim…

    Cí, marquei com a Pri este domingo pra um bate-papo 😀
    Super fofa ela né? hehehe

    Beijos

  9. MiLa Franzini disse:

    Concordo com vc Cintia, o buffet poderia usar o post deles como uma crítica construtiva, em vez disso, prefiriram baixar o nível e cair na hipocrisia. Perdem novos clientes e a oportunidade de melhorarem sempre!

    Mudando de assunto, queria dizer que aproveitei mais das incríveis dicas com que vc nos presenteia e …..comprei o livro “Casais inteligentes enriquecem juntos”, já dei uma olhada e parece ser ótimo mesmo, mas vou esperar passar toda essa correria de final de ano pra começar a lê-lo junto com meu noivo (esse é um assunto que lhe interessa mto!!!!)

    Bjs..t+

  10. Túlio Sousa disse:

    Infelizmente algumas empresas não entendem que o cliente reclama de duas maneiras: com a boca e com os pés (indo embora e nunca mais retornando).

    Como fornecedores para o mercado de casamento, preferimos (e até encorajamos) que nossos clientes reclamem com a boca, pois nos dão a oportunidade de corrigir o nossos erros e melhorar cada vez mais.

    Só posso lamentar o tratamento que esta empresa dispensa àqueles que a criticam, fato que deveria ajudá-los a crescer e melhorar seus produtos e serviços.

  11. Luciana disse:

    Bom, a censura repercutiu mil vezes pior do que a própria avaliação da Lari e do Rô.

    Enfim… deram um tiro no próprio pé! Bem feito! rs

  12. Danielle disse:

    As empresas não sabem atender e nem cativar seus cliente!
    Eu tbm fui na Di Roma não gostamos dos doces nem do atendimento!

  13. Dani disse:

    Infelizmente as emrpesas não estão preparadas para todo esse mundo digital e é mais fácil mandar cortar a cabeça que se retratar a respeito. Pena isso, pois melhoraria o serviço de muitas delas, mas como sempre eu pago da revolucionária sonhadora que quer mudar o mundo.

    Tb teve o lance de um boteco de Sampa no Resenha 6, é complicado isso, onde fica a liberdade de expressão? voltamos a ditadura?

    Quem sabe eles aceitam essa nova degustação e descobrem um bom atendimento, desde que claro isso não seja só para eles e depois voltem a ser como antes.

  14. Nana disse:

    Menina,
    eu tb estou sofrendo disso com o meu blog, agora vivemos na censura mesmo, mas o meu caso não é casamento, fiz receitas de uma famosa culinarista e enviaram e-mail falando quem autorizou eu falar da pessoa e publicar as receitas feitas por mim.
    Respondi, também tirei na hora as postagens e estou aguardando a orientação da pessoa, mas até agora nada, provavelmente pq eu tirei as postagens e se bobear eles não leram o que eu escrevi.
    Apoio, temos liberdade de expressão!
    Nana

  15. Algumas empresas insistem em tomar atitudes que repercutem como marketing negativo para elas mesmas.

  16. Alyne disse:

    Nossa, eu li o post deles e, sinceramente, estava até bem respeitoso…
    Se a empresa sentiu que sua confiança seria abalada por um post inteligente como esses, tem que fechar as portas, pois acredito não terem intenção nenhuma de melhorar como fornecedores…
    Lamentável hein!

  17. Thaise Gomes disse:

    É uma pena ver que a empresa tomou essa atitude. Isso mostra que não estão preparados para lidar com as mídias sociais. Eles poderiam aproveitar o fato para reverter a situação. Agora, realmente a imagem da empresa está abalada, mas somente por esta atitude de ameaça e repressão. O feedback do cliente é fundamental e nem sempre se ouvirá elogios.
    Sugiro que a Doceria Di Roma invista no setor de comunicação, especialmente na área de marketing.
    Há um artigo excelente da Mundo Corporativo, chamado “Sem medo do caos”, que fala sobre a postura das empresas diante do crescimento da internet e das comunidades virtuais. É da edição de abril-junho de 2009. Vale a pena lê-lo.

    Thaise Gomes
    Analista de Marketing e Jornalista

  18. Andressa Bastos disse:

    É simplesmente um absurdo a maneira pela qual a aludida empresa tratou seus futuros clientes, futuros pelo fato de que apenas não casamos, mas tb fazemos festas de aniverários, bodas, happy hours em escritórios, deveriam no mínimo se desculparem pelo atendimento e oferecerem uma nova degustação.
    Absurdo! Censura aqui no Brasil, de novo, era só o que faltava!!!!!

  19. Andressa Bastos disse:

    Ademais, expor sua opinão sem intuitio de caluniar , difamar ou injuriar alguém é direitio constitucional de livre expressão de pensamento!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  20. Larissa disse:

    Gente, atendimento é tudo!!!!!!
    O cliente é rei!
    Fui em um fotografo famoso e vi porque ele é tão conhecido. Além das ótimas fotos o atendimento dele é de primeira qualidade, me deixou super a vontade, não pressionou, saí de lá com vontade de fechar com ele. Só não fechei na hora pq não estava com os cheques.
    Mas amanhã estou indo assinar o contrato.

    MARKETING PESSOAL É TUDO GENTE!!!

  21. Túlio Sousa disse:

    Gente.
    Quanto às postagens, me corrijam os jornalistas se eu estiver errado mas, caiu na rede, não tem crédito ou registro na Biblioteca Nacional, é de domínio público.
    Quanto ao caso descrito nesse post, a Di Roma tem que se tocar do seguinte: a Lari e o Rô poderiam nem ter comentado no blog o que acharam dos doces e do atendimento pra evitar um processo ou toda essa confusão. Mas quem os impediria de fazer o boca-a-boca? O resultado seria mais demorado, mas seria o mesmo e o Di Roma não teria prova concreta pra processar ninguém.
    Eles deveriam era agradecer aos dois por alertá-los sobre a visão que o cliente tem do negócio deles.

  22. Existem empresas que já entraram na era do social media e outras que afundam, coitadas. Pior para elas pq a internet eh viral. 🙂

  23. Natália Dias disse:

    Meu que horrivel isso… A empresa vacilou feio!!

    Eles deveriam era agradecer aos dois por alertá-los sobre a visão que o cliente tem do negócio deles [2]

    O boca a boca faz a fama do estabelecimento… E eu ja sei qual é o meu conceito sobre este!!

  24. Quem não tem competência não se estabelece.Simples assim.
    Adorei esse blog, hein?
    Bjzzzz a todos!

  25. Livia disse:

    Eles podem até tirar o post do ar, mas não vão conseguir evitar o boca a boca!! O assunto chamou ainda mais atenção depois da intimidação e da coação que fizeram com o casal. Se não me engano isso também é passível de processo, não é?!? Será que o advogado da empresa lembrou disso??
    A Lari e o Rô deveriam fazer era uma reclamação no procon e um registro de ocorrência numa delegacia!!!

  26. Micha disse:

    q absurdo… e eles não perceberam q com a censura, só pioraram a situaçao deles, pois agora já corre no boca a boca…

    e eu não voltaria mais lá…

    /(,”)\\
    ./_\\. Beijossssssssss
    _| |_…………….

  27. D.Ramírez disse:

    Infelizmente tem empresas que acham mais fácil censurar doque melhorar. Algo muito parecido com nosso governo que quer aprovar a lei de censura de imprensa em noso país. Lamentável.
    Abraços e parabéms pelo blog.

  28. Stela disse:

    Gostaria de dizer apenas uma coisa: “A empresa deve ajoelhar-se aos pés do cliente que a critica, pois muitos os farão sem que você tenha oportunidade de saber onde está errando”
    Essa frase é a máxima da boa administração, e é bom saber de tudo que aconteceu….por que ainda não sei onde comprar, mas o melhor as vezes é saber onde NÃO comprar!!!!

  29. Felipe Martins Greiner disse:

    Ótimo post. Diante dessa situação, acho que os blogueiros deveriam se unir e postar a notícia assim vomo você fez. A “Di Roma”, em vez de aproveitar a oportunidade e melhorar seu atendimento, preferiu ir pelo meio mais “fácil”. No entanto, o que não percebem é que foram imensamente prejudicados. Eu, por exemplo, não vou casar brevemente. Mas se fosse, nem ao menos iria a uma loja como essa aí!

  30. Adri Lee disse:

    Pergunta: Dentro da LEI, isso pode acontecer? Censurar uma opinião?
    Na boa… acho que isso deve render mais pano pra manga.
    Galera de blog: vamos abrir o olho.
    Adriana Lee

  31. Realmente é uma vergonha os fornecedores não terem percebido ainda a importância de mídias socias como os blogs…

  32. Glauce disse:

    Isso também aconteceu em minha cidade: http://por-outrolado.blogspot.com/2009/11/justica-censura-blog-de-cuiaba.html
    Um blog criticou as ações de um deputado e foi censurado e multado.
    É uma pena não terem entendido ainda a importância das mídias sociais.

  33. ALDA MAGAHAES disse:

    VOCÊS PROVAVELMENTE NÃO CONHECEM OS DOCES DA FRANCIS DOCES AQUI DE ANGRA DOS REIS É IMPERDIVÉL,E A FRANCIS É UMA GRAÇA E ATENDE SUPER BEM.

  34. Grace disse:

    Essa empresa só fez facilitar a decisão de escolha para qualquer um da concorrência (para muita gente). Infelizmente a imbecilidade existe. Alguns empresários e advogados deviam ler mais sobre mídias sociais.

    Me surpreende que eles saibam o que é ranking do google! Ah, mas disso eles entendem, fico pasma!

    Feliz Ano Novo Cíntia!!! Tudo de bom e muito sucesso em 2010!!

  35. Victor disse:

    Essa censura absurda com certeza comprova a veracidade do que foi alegado pelo casal. Parabéns pela divulgação. Lamentável. Me caso esse ano e já sei onde não irei.

  36. Boa tarde meninas,

    Sou do interior de SP, São josé dos Campos e também trabalho com noivas (faço noivinhos de biscuit).
    Eu acredito e muito em críticas construtivas, acho que é uma oportunidade de se pensar no que pode ser melhorado e mudar sua imagem perante os clientes. TODOS procuram referência e se a pessoa presta um mau serviço, será criticada, ela querendo ou não.
    No fundo eu acho que o processo é uma forma de “lucrar” ja que sendo um mal fornecedor, não deve ter cliente, e se infelizmente voltamos a era da censura, o jeito é criticar por e-mail !!!

  37. Fiquei passada com a reação do fornecedor. Achei feia!
    Claro que ela sentiu que ia perder clientes! Mas era a hora de fazer de tudo para recuperá-los!
    Adorei seu blog!
    Bjks, Beta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *