Definindo o orçamento dos noivos

Orçamento de casamentoUm dos primeiros passos para um casamento sem dívidas é estipular com antecedência quanto se quer gastar e planejar tudo de acordo com esse valor.

Isso depende do tempo disponível para o planejamento e do orçamento dos noivos.

O que eu e meu marido fizemos foi colocar no papel quanto da nossa renda mensal pode ser separada para o casamento e calculamos o quanto dá para juntar até lá. Se vocês vão receber ajuda de pais ou parentes, incluam também.

Uma dica preciosa que recebi foi ser realista: se a grana for curta o jeito é organizar uma festa que caiba no bolso ou adiar o casório e ter mais tempo para poupar.

Na hora de escolher o tipo de evento que queremos (cerimônia simples ou festança) temos em mente que as principais variantes de um orçamento de casamento são o tipo de recepção e o número de convidados (já que os valores da festa são cobrados por cabeça).

Por isso, é um momento de definir prioridades. Tem quem prefira dar um jantar super bacana para poucos e outros que optam por chamar mais gente para um evento menos glamuroso. A decisão é do casal.

Com o orçamento nas mãos, é um tira daqui, bota lá. Economiza no vestido, investe nas fotos, gasta a mais com convites, repensa o cardápio da festa

O que interessa é que caiba tudo na meta que vocês estipularam – começar a vida a dois sem dever nada a ninguém é impagável.

Facebook Comments

5 thoughts on “Definindo o orçamento dos noivos”

  1. mariana disse:

    Minha familia e a do meu noivo é gingantesca:
    Minha mãe tem 14 irmãos.
    A maioria dos meus tios e tias avôs(+ ou – 7 irmãos) tem entre 7 e 10 filhos.
    O irmão da minha sogra tem 10 filhos.
    Meu sogro tem 10 irmão.
    Fora os vizinhos de fazenda do meus sogros quem além de vizinhos são todos parentes.
    Ou seja: Se eu for contar todos os membros de todas as familias não vai dar menos mil pessoas de jeito nenhum. E não dá pra fazer só para os mais intimos pois a maioria dos irmão da minha mãe mora em outra cidade e vão ficar muito ofendidos se souberem que nãos os convidei. E os intimos da familia do meu namorado é práticamente metade da cidade umas 5 mil pessoas.
    E todo mundo já tá combrando festa, mesmo até de nos noivarmos.
    Eu vou ter que fazer uma festa de muito mais gente e bem menos glamouroso e com o orçamento apertado.
    Sou uma pessoa bem clássica em relação a cerimônia de casamento(vestido branco, buquê vermelho, bolo de casamento de chocolate, churrasco e os convidados querem cerveja(mas eu não vou comprar cerveja para embebedar todos os convidados.
    Eu gostaria que vcs me dessem dicas de como fazer uma festa bem simples mas com o elegancia o casamento será na igreja e a festa em nossa futura fazenda.
    Moro em uma cidade no interior de Goiás de 20 mil habitantes.
    E minha maior dúvida: Posso pedir ajuda financeira para meu noivo? Pois se eu e meus pais for bancar tudo sozinha eu vou fazer só o casamento na igreja e todos os convidados vão ficar muito decepicionados.
    Me ajudem por favor????

  2. laryssa disse:

    A minha familia e muito grande e a do meu noivo também eu não sei o que eu faço porque sãO PESSOAS MUITO IMPORTANTE tanto para mim quanto para ele eu preciso de uma ajuda!!!!!! Por favor!
    Desde já muito obrigada!!!!!!!!

  3. Maria Cristina disse:

    Convide todas as pessoas queridas e faça um cocktail com salgados mais populares. Alguns familiares podem auxiliar na confecção dos doces. Pegue um bolo grande mas sem grandes frescuras, melhor até o bolo gelado, que já vem em pedaços (fica mais facil de calcular). Escolha flores da estação (muitas são baratas e de impacto). Boa sorte!

  4. Leticia disse:

    Meu casamento está marcado p o 2º semestre de 2014 e serão 200 convidados (isso pq “enxugamos” a lista). A cerimonia religiosa será ao ar livre e como não temos condições de pagar o buffet para todos, reservamos os lugares em uma churrascaria (pq as familia são carnívoras…rs) por um valor mais em conta, ai quem quiser vai na cerimonia e na churrascaria, quem não quiser só vai na cerimonia!
    Isso é muito deselegante?

  5. Cíntia Costa disse:

    Oi, Leticia! É um pouco incomum, mas não acho deselegante. Meu conselho é que vocês deixem bem claro aos convidados que eles terão de arcar com os custos da churrascaria. Assim, quem não tiver condições ou não quiser, não vai, e você evita constrangimentos ou gente saindo sem pagar a conta! Beijos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *